O Meu Útero Blog
O Meu Útero

O Meu Útero à conversa com a Associação MulherEndo

Tenho o prazer de anunciar que no próximo dia 3 de julho, pelas 22h00, irei fazer uma emissão live no instagram com a Susana Fonseca, Presidente da Associação Portuguesa de Apoio a Mulheres com Endometriose.

Poderão assistir a este live através do meu instagram – O Meu Útero – ou através do instagram da Associação – MulherEndo.

O objectivo deste live é falarmos sobre a endometriose, sobre a história da Associação e, principalmente, sobre o seu papel na divulgação da doença em Portugal.

Uma das vantagens do live no instagram é a possibilidade de colocarem as vossas próprias questões em tempo real.

Por isso, até lá, partilhem o evento e não se esqueçam de irem tomando nota de todas as dúvidas que tenham para que vos possamos esclarecer!

 

Como conheci a Susana Fonseca?

Conheci a Susana através da página de Facebook da Associação, quando suspeitei que podia ter endometriose e nenhum médico me conseguia ajudar nesse sentido.

Já tinha ido parar ao hospital por causa de uma estranha crise de gases cujos sintomas se assemelhavam a apendicite. Sofria com dores menstruais insuportáveis. Houve todo um conjunto de sintomas que me faziam crer que tinha endometriose. No entanto, nenhum dos exames realizados me trouxe uma resposta. Até que realizei uma ressonância magnética pélvica com um médico especialista que comprovou a minha suspeita: tenho endometriose e adenomiose.

A Susana nunca questionou a minha intuição. Respondeu-me às questões que tinha e acompanhou o meu processo. Quando decidi desenvolver O Meu Útero foi com o objectivo de disseminar mais informação a propósito da doença e, desde então, mantive estreito contacto com ela.

A Susana também tem endometriose (podem conhecer o seu testemunho aqui) e tem desenvolvido um trabalho louvável com a Associação.

No seu testemunho, houve uma frase que me marcou para sempre:

“A consulta terminou com uma frase que nunca hei-de esquecer: “A senhora sabe claramente muito mais sobre esta doença do que nós. Lamento que não leve daqui as respostas e a ajuda de que precisa, mas nada podemos fazer!”.”

Infelizmente, é uma realidade que ainda insiste em manter-se.

É extremamente urgente que se fale mais sobre esta doença que afecta 1 em cada 10 pessoas com sistema reprodutor feminino: 176 milhões de pessoas por todo o mundo! E, ainda assim, poucos conhecem a sua existência.

Por isso, contamos com a vossa presença para um maior esclarecimento e consciencialização sobre esta doença.

Com amor,

Cat

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial

Achaste este artigo útil? Então, junta-te a mim e partilha a informação ❤

%d bloggers like this: