O Meu Útero Blog
testemunho endometriose

Endometriose: testemunho da Sandra

O testemunho da Sandra já me chegou há algum tempo. É breve, mas reflete a realidade de muitas pessoas que sofrem com endometriose, uma doença crónica que afeta 1 em cada 10 pessoas que têm útero.

Para quem acabou de chegar aqui: cólicas menstruais não são normais e devem ser averiguadas. Podem ser sintoma de endometriose ou adenomiose e, infelizmente, ainda muitos médicos ginecologistas não são capazes de identificar os sinais de alarme! Os sintomas podem ser mais ou menos intensos, mais ou menos debilitantes, independentemente da gravidade da doença.

Se achas que podes ter endometriose, procura um médico especialista. Podes recorrer à Associação Portuguesa de Apoio a Mulheres com Endometriose através do mail geral@mulherendo.pt ou junta-te ao grupo do meu útero no facebook para poderes colocar questões e consultar uma listagem de médicos.

(Já agora: convido-vos a pagarem-me um café, se acharem que o meu trabalho vale a pena. Podem encontrar o botão para o fazerem à direita do écrã, ou no fundo da página para quem está a usar smartphone. O Meu Útero não tem fins lucrativos, o blog não tem publicidade e dedico a este projecto 90% do meu tempo livre. Podem saber mais sobre o meu trabalho e sobre o porquê de me pagarem um café aqui.)

 

 

Boa noite, Catarina

Gostaria de a felicitar principalmente pelos conteúdos do seu blog. Já visito o blog há algum tempo, nunca tive coragem para contar a minha história, que como tantas outras que tenho lido e que são semelhantes à minha, no entanto, o testemunho da Sónia levou- me às lágrimas por me identificar tanto com a sua história.

Os mesmos sintomas, o mesmo bater de porta na cara, troca de médicos, colocação do DIU, etc. Que valentes são todas estas mulheres.

Sendo muito breve, também sofro com dores, hemorragias abundantes frequentemente, vida sexual afetada… médicos, vários médicos, muitos médicos, diversos hospitais. Muita medicação, aliás qualquer tipo de medicação para as dores servem, se não tiver comprimidos na minha mala, entro em desespero total e passo o meu dia a pedir a Deus para que a dor não surja.

Tenho 43 anos, tive a felicidade de ser mãe por 3 vezes, vou ser operada finalmente no início de Abril.
Endometriose, Adenomiose, vou retirar tudo e parte do intestino.

Não sei viver sem dor, mesmo com medicação, ela está lá sempre, umas vezes mais fraca outras mais forte, mas está sempre lá.

A todas as mulheres que passam pelo mesmo deixo aqui muita força, não desistam de ter algum conforto de vida, procurem especialistas, peçam ajuda.

Deixo o nome dos meus médicos que muito me têm ajudado quer física, quer psicologicamente.

Dr. José Reis
Dra. Filipa Osório
Ambos especializados em Endometriose
Ambos pertencem ao Hospital da Luz

Um abraço Catarina e parabéns pela oportunidade que nos dá para deixar o nosso testemunho, à Sónia um grande xi ❤, identifiquei-me muito com a sua história.

Sandra Costa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial

Achaste este artigo útil? Então, junta-te a mim e partilha a informação ❤

%d bloggers like this: